Fourth-party Logistics

Olá Pessoal!

Fourth-party Logistics (4PL) ou quarteirização logística é definido como tendo um papel de integrador e agente colaborativo na cadeia de abastecimento (Langley et al., 2005) citado por Vivaldini et al. (2006, p. 3). Os 4PLs possuem capital intelectual, capacidade tecnológica e ferramentas de gestão. Embora não tendo ativos  operacionais, eles são os gestores de todo o processo logístico, atuando também na gestão de mudanças. O 4PL funciona também de uma forma neutral, assumindo a gestão do processo logístico independentemente dos fornecedores, transportes e armazéns utilizados. A ampla informação sobre a procura ao longo da cadeia de abastecimento, os avanços no que aos serviços diz respeito, juntamente com a vontade da partilha de riscos e benefícios, tornam-se fatores  relevantes na consolidação do conceito junto do mercado (Neves, 2005).

Principais atributos

Principais características referidas (Neves, 2005):

  • Relacionamento estratégico;
  • Conhecimento da cadeia de abastecimento;
  • Partilha de riscos e benefícios;
  • Capacidade tecnológica;
  • Capacidade de adaptação, colaboração e flexibilidade.

Motivos para a utilização

  • Redução de custos – partindo do pressuposto que as tradicionais parcerias de outsourcing ou terceirização tendem a concentrar-se única e exclusivamente na redução de custos e na transferência de recursos, o vendedor 4PL assume um papel fundamental na cadeia de abastecimento, funcionando como elo de ligação com o cliente, promovendo a integração na cadeia de abastecimento através do aumento dos benefícios e da redução dos custos (Kutlu, 2007, p. 23).
  • Valor acrescentado – visto o contínuo crescimento de aquisições, fusões e alianças entre fabricantes e retalhistas, ao vendedor 4PL cabe uma posição de acrescentar valor nas relações de comunicação e coordenação entre os diversos prestadores de serviços (Kutlu, 2007, p. 27).
  • Resolução dos problemas existentes no 3PL – grande parte dos prestadores de serviços 3PL consolidaram as suas posições com os transportes e armazéns provenientes dos seus próprios recursos. O que parecia ser a grande vantagem do 3PL, poderá no entanto ser uma fraqueza em comparação com os vendedores 4PL que conseguem otimizar os seus recursos (Kutlu, 2007, p. 30).
  • Partilha da informação – o vendedor 4PL promove uma melhoria significativa na partilha de informação entre os diversos intervenientes da cadeia de abastecimento, sendo esta mais abrangente já que envolve clientes e fornecedores e as políticas a adotar (Kutlu, 2007, p. 34).
  • Gestão colaborativa – no sentido de estabelecer e promover a colaboração ao longo da cadeia de abastecimento, o 4Pl enquanto identidade, torna-se numa ferramenta útil na coordenação e controlo desta política de colaboração (Kutlu, 2007, p. 37).
  • Desempenho – desempenho que neste caso pode-se à definir como a agilidade que a organização terá para, através do conhecimento do mercado, explorar oportunidades rentáveis (Kutlu, 2007,p. 39).

Desvantagens

Principais riscos na passagem de 3PL para 4PL, vistos por Vivaldini et al. (2006, p. 4):

  • Utilização de estratégias ainda associadas ao 3PL que podem já não corresponder às expectativas dos clientes;
  • Desgaste nas relações de parceria devido à implementação de novas políticas;
  • A forte concorrência, associada no entanto à quase nula imposição de barreiras à entrada no mercado;
  • Risco resultante da associação de diferentes modelos de negócio e mercado numa mesma organização.

Importante:

Recomendo sempre que forem estudar ou procurarem algo na internet.

Procurem no Google Academico (como no exemplo que tem mais conteúdo sobre Fourth-party Logistics):

http://scholar.google.com.br/scholar?q=Fourth-party%20Logistics&oe=utf-8&rls=org.mozilla:pt-BR:official&client=firefox-a&um=1&hl=pt-BR&biw=1487&bih=612&ie=UTF-8&sa=N&tab=is

2° temos um problema que na maiorias das vezes não entendemos praticamente nada do inglês (ainda).

quem entende e domina o Inglês, parabens!

mas para quem não entende fassa o seguinte: Use um tradutor :

http://br.babelfish.yahoo.com/

ou http://translate.google.com.br/

para quem for querer uma maior facilidade , use o google crome

que traduz tudo praticamente sozinho,

dica. Na tradução fica geralmente com erros, use o bom e velho Word para corrigir esses erros.

Procurem postar na internet apenas para estudar e ajudar a fixar (como eu faço aqui) , não adianta pensar em ficar rico com um site de conteúdo pois isso aqui  não dá dinheiro, se você não colocar publicidade, mas ajuda no seu Networking.

até a Próxima Pessoal e bons estudos.

 

Referências

Bibliografia